Fechar
Abrir

Praia fluvial da Quinta do Alamal é “ex-líbris” do Gavião

A praia fluvial da Quinta do Alamal, no Gavião, inaugurada a 11 de setembro de 1997, é considerada um “ex-líbris” daquela região do Alto Alentejo e detentora de um potencial turístico ainda por descobrir.

Situada na margem esquerda do Rio Tejo, esta praia fluvial no distrito de Portalegre e a de Mina de São Domingos, em Mértola (Beja), são as únicas do género no extenso território do Alentejo.

“A praia fluvial da Quinta do Alamal é um ex-líbris, é o nosso cartão-de-visita no Gavião. Nós queremos continuar a transformar aquele espaço no sentido de o tornar, cada vez mais, um espaço de excelência”, diz à agência Lusa o presidente do município, José Pio.

A mesma opinião é corroborada pelo presidente da Entidade Regional de Turismo (ERT) do Alentejo e Ribatejo, Ceia da Silva, acrescentando que a praia fluvial da Quinta do Alamal possui um enquadramento paisagístico e arquitetónico “bonito” em pleno Rio Tejo, com vista para o Castelo de Belver.

Além do extenso areal da praia, a retaguarda da mesma possui bastante arvoredo, oferecendo assim “boas condições” para a prática do campismo, embora aquele espaço de lazer não possua um parque oficial para o efeito.

O município adquiriu a quinta com o objetivo de construir um centro integrado de lazer, tendo entregado então a concessão dos 19 quartos que compõem esse equipamento (agora denominado por Alamal River Club) ao Inatel e, há dois anos, a uma empresa privada.

Além da valorização que o espaço tem obtido ao longo dos anos, com a criação, por exemplo, de percursos pedestres em seu redor, José Pio diz que gostaria de ver aumentada a oferta no que diz respeito ao número de camas existentes no Alamal River Club.

“Os 19 quartos existentes estão a mostrar-se muito pouco suficientes para a procura existente e estamos ainda a pensar criar um novo espaço de estacionamento para dar resposta a quem nos visita”, afirma.

As paisagens, o passadiço que une as duas margens do rio, “a própria quinta, o por do sol, a pesca, a calma existentes e a qualidade da água merece que continuemos a trabalhar para melhorar aquele espaço”, acrescenta o autarca.

A praia fluvial da Quinta do Alamal, gerida pelo município, é, principalmente, frequentada por turistas oriundos do distrito de Portalegre e, em agosto, por emigrantes.

Detentora, segundo o autarca, de uma oferta gastronómica de “muita qualidade”, a praia ostenta a bandeira de praia acessível, com nadador salvador, entre outras mais-valias para que os turistas possam “sentir-se em casa”.

Para o presidente da ERT do Alentejo e Ribatejo, esta praia possui todas as condições para continuar a ser desenvolvido um trabalho de “valorização”, desde logo passando por adotar uma estratégia que atraia investidores, no sentido de “aproveitar” os fundos comunitários existentes para este tipo de turismo.

“Eu acho que vai haver uma grande valorização daquela área, tem um potencial único, enorme, muito a ver com o novo perfil do turista. E o segmento de mercado procura aquele tipo de turismo hoje em dia”, declara.

 

Voltar atrás